Menu2

Você Ama Os Seus Inimigos Quer Você Saiba Ou Não

Você Ama Os Seus Inimigos Quer Você Saiba Ou Não

“Se você acha que você odeia um pai, é porque está na sua mente, tal separação entre você e o amor por esse pai que você sente. Se você se permitir, portanto, sentir o ódio, você também vai experimentar o amor. Você não odeia aqueles pelos quais você não tem nenhum sentimento. Eles não te incomodam de qualquer forma. Eles estão fora da sua observação. Você ama seus inimigos quer você saiba ou não. Você está preso a eles, pois em sua mente você constantemente os compara com o que você acha que eles deveriam ser na visão do seu grande amor por eles e por você mesmo. Sempre que você pensa que você odeia, você ama. Mas, a menos que você se permita sentir o ódio, você nunca saberá. Se você odeia alguém, e você bater num travesseiro e fingir que você está batendo essa pessoa até a morte, então, quando o assassinato é cometido, você vai perceber o grande amor que você realmente sente, e a morte será a morte do ódio, não da pessoa.

Você não pode amar a si mesmo e odiar suas emoções. Você não pode amar a si mesmo e desacreditar da realidade que é a sua própria. E, dentro da grande afirmação e alegria do seu ser, você pode negar, e dizer ‘Não’. Porque quando você nega e diz ‘Não’, você está fazendo isso comparando o para o que você diz ‘Não’ com o para o que você diz ‘Sim’. Você está comparando em termos de um ideal que existe em termos de amor dentro da sua mente. Se nós fantasmas velhos de sangue frio não temos medo de emoção, eu não vejo por que você deveria ter.” ~ Seth [Traduzido por Chris Chalréo Breault]

, ,

No comments yet.
%d blogueiros gostam disto: